jusbrasil.com.br
23 de Abril de 2021
    Adicione tópicos

    96% dos acidentes de trabalho podem ser evitados, diz OMS

    23/11/13 - Todo acidente de trabalho é resultado de um conjunto de causas. A premissa foi utilizada pelo Engenheiro em Segurança do Trabalho, Béda Barokokébas Júnior, de Pernambuco, ao abordar o tema "A Engenharia da Segurança do Trabalho na prevenção de acidentes", durante o Seminário Piauiense de Trabalho Seguro, realizado pelo TRT\PI. Ele explicou que não existe uma única causa para um acidente de trabalho.

    Béda listou pesquisas mostrando que para cada um acidente de trabalho já ocorreram 600 incidentes - falhas que não atingiram diretamente o trabalhador. "E por que nós não corrigimos isso logo quando detectamos o incidente? Precisamos utilizar as técnicas analíticas de segurança para evitar que isso ocorra. Temos que nos preocupar com o homem atrás da máquina", asseverou o especialista, explicando que ao investir em engenharia de segurança as empresas deixarão de perder dinheiro e ainda preservam a saúde do trabalhador.

    O engenheiro Béda Barokokébas chamou a atenção para o erro mais comum que as empresas cometem pensando que estão fazendo segurança do trabalho: a distribuição de Equipamento de Proteção Individual (EPI). "O EPI é importante, mas eu costumo dizer que ele é um dos últimos recursos para quem quer fazer segurança no trabalho. Segurança no trabalho é um conjunto de técnicas e procedimentos, que envolve estudos, pesquisas e engenharia, para eliminar ou diminuir os riscos que produzem os acidentes de trabalho. O EPI diminui somente a consequência do dano", explicou, destacando que, de acordo com estudos da Organização Mundial de Saúde, 96% dos acidentes de trabalho poderiam ser evitados.

    O juiz Auxiliar da Presidência do TRT\PI, Roberto Wanderley Braga, que coordenou a mesa, destacou a importância do Seminário, mostrando uma nova postura que está sendo adotada pela Justiça do Trabalho, buscando atitudes mais proativas. "O nosso papel é julgar os processos que chegam envolvendo inclusive, acidentes de trabalho. Mas o que nós queremos é evitar que esse acidente ocorra, queremos evitar que o trabalhador perca uma mão, uma perna, a vida", frisou.

    Num outro painel, coordenado pela Juíza do Trabalho Ginna Izabel, o engenheiro do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Luis Gustavo, abordou o tema "Procedimentos formais das empresas em casos de acidentes de trabalho". Luís Gustavo falou sobre as normas e as leis que envolvem o acidente de trabalho, mas o que chamou a atenção do público foram os flagrantes registrados pelos MTE, principalmente com os absurdos envolvendo improvisos na construção civil. Ele explicou que tanto a obra quanto as estratégias de segurança precisam ser muito bem planejadas para evitar improvisos. O improviso quase sempre vai resultado em acidentes de trabalho, muitas vezes na morte do trabalhador.

    O Seminário Piauiense de Trabalho Seguro foi promovido pelo TRT/PI, com o apoio do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e do Conselho Nacional de Justiça, nos dias 22 e 23 de novembro, e contou com a participação de mais de 500 inscritos.

    (Robson Costa - ASCOM TRT\PI)

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)